Cuidados necessários para evitar o Pé diabético

A constante preocupação com a glicemia em um paciente com diabetes é fundamental, e isso porque, se não for controlada, a saúde, como um todo, pode ser comprometida.

Nesse sentido, embora muita gente ainda nem tenha ouvido falar, o pé diabético é uma preocupação e uma das consequências de não manter a glicemia sob controle.

Essa condição se diz quando se desenvolve uma ferida ou úlcera em uma área machucada dos pés.

Justamente, pelas características do próprio diabetes, do excesso de glicose acaba engrossando o sangue e prejudicando a circulação, assim, os pés se tornam mais suscetíveis a lesões.

Leia também: biomass caps onde comprar

Já, as feridas podem se formar devido a pequenos acidentes nos pés que, muitas vezes, a pessoa com diabetes nem sente.

Na verdade, muitas vezes até com a glicose sob controle, o paciente com diabetes pode ter a sensibilidade dos pés comprometida.

Por isso, todo cuidado é pouco com os pés, principalmente, claro, quem tem diabetes. Confira abaixo alguns dos principais cuidados.

Hidratar a pele dos pés diariamente

A aspereza da pele é uma das características do pé diabético, por isso, a  hidratação é fundamental para evitar o ressecamento ainda maior e a formação de eczemas.

Infelizmente, por tabu, muitos homens ainda relutam em hidratar a pele, o que acaba sendo um grande problema.

A dica é apostar em hidratantes feitos especialmente para quem tem diabetes, e procurar se hidratar, pelo menos, uma vez por dia, de preferência, depois do banho, quando os poros estão dilatados e o produto penetra na pele com mais eficiência.

Já, se o ressecamento for mais severo, nesse caso, o hidratante deve ser usado de três a quatro vezes por dia.

Investir em um podólogo

Justamente, pelos riscos que envolvem cortar as próprias unhas dos pés, de se ferir coma tesoura, por exemplo, a dica é investir em um podólogo, deixando esse trabalho para um profissional.

Limpar e secar bem os pés e as unhas

É fundamental, também, que pessoas com diabetes limpem e sequem os pés verificando se há presença de feridas, erupções e lesões em geral.

É preciso considerar que uma simples micose entre os dedos, significa uma porta aberta para bactérias, podendo evoluir para problemas mais graves, como a erisipela. Ou seja, qualquer problema de pele pode resultar em um processo infeccioso problemático.

Usar sapatos confortáveis

Quem tem diabetes deve optar por sapatos confortáveis, não apertados e que permitam que a pele respire, assim como, evitar usar sapatos feitos com materiais sintéticos, abafados.

Também, opte por sapatos sem costuras internas, pois a fricção da linha ou de um ponto da costura, na parte de dentro, pode acabar provocando uma ferida difícil de curar.

Manter pés aquecidos

É preciso entender que quanto mais frios nos pés, maior será a suscetibilidade ao pé diabético.  Por isso, a dica é mantê-los sempre bem aquecidos, com meias de algodão ou de lã. E naqueles dias mais quentes, uma meia de compressão já é suficiente para manter a temperatura adequada.

Ansiedade Causa Impotência Sexual?

Muita gente ainda confunde impotência sexual com uma falha ocasional quando, na verdade, só é considerada impotência sexual, quando a falta de ereção é permanente.

Mas, claro, isso não significa que a falha não mereça uma atenção, na verdade, é quando é preciso ligar o sinal de alerta e, caso comece a ocorrer de forma mais permanente, procurar rapidamente ajuda médica.

Causas

Embora muitas possam ser as causas da impotência, na verdade, 70% é por fundo emocional, sendo os 30% restantes causados por uma disfunção orgânica, podendo ser vascular de origem arterial, hormonal e, até mesmo, por alterações na anatomia do pênis, como no caso da doença de Peyronie.

Ansiedade

Dentre as causas de fundo emocional que podem levar à impotência sexual, a ansiedade se destaca, como a que pode mais bloquear o mecanismo da ereção. E isso porque o homem por medo de falhar ou se sentir inibido e inseguro,acaba gerando uma ansiedade e prejudicando o mecanismo da ereção.

Ainda dentro da ansiedade, a falta de controle ejaculatório também pode causar o problema de ereção, com o medo de ejacular muito rápido, de não dar prazer à parceira e de não conseguir a penetração que considera ideal, isso tudo pode acabar criando uma ansiedade tão grande prejudicando, assim, a ereção.

Estresse

E não dá para deixar de citar o estresse e problemas financeiros como fatores importantes também quando o assunto é impotência sexual.

Fica difícil ter desejo e autoestima quando não se tem emprego ou dinheiro.

Relação desgastada

É fundamental estabelecer se o sexo funciona mal e compromete a relação ou se ele funciona mal porque a relação já está comprometida, ou seja, saber identificar se o problema está realmente com o homem. Muitas vezes a relação desgastada leva ao desinteresse e falta de libido.

Envelhecimento

Mesmo com a principal causa da impotência sexual sendo emocional, é comum relacionar o envelhecimento à impotência, e isso porque a taxa de testosterona pode diminuir na terceira idade, porém, não a um nível que exija reposição.

Embora o envelhecimento não cause, propriamente, a perda da ereção ou desejo sexual, isso pode variar muito de acordo com a postura de cada um. É possível, inclusive, que um homem de 90 anos tenha atividade sexual satisfatória com ereção, se ele for saudável, otimista e bem disposto. Enquanto um bem mais jovem, se estiver deprimido, se achando já velho pode, realmente, apresentar  problemas.

Infelizmente, muitos homens ainda resistem na hora de buscar ajuda médica, principalmente, se tratando de sexualidade. Geralmente, só procuram quando a situação está fora do controle, com desgastes em relacionamentos, por isso, é muito comum só buscarem ajuda estimulados pela parceira.

Tratamento

Como foi dito, quando a disfunção passa a ser frequente, nesse caso, é preciso buscar ajuda médica, com um profissional capacitado, o qual saberá indicado o melhor tratamento para o seu caso.

Uma dica é fazer uso do produtos naturais, e hoje em dia já existem efervescentes como o eferver up que ajuda combater a impotência sexual, e a grande vantagem dele é que ele é um produto totalmente natural.

Autoinjeção

Se a disfunção acontecer por conta de uma falha nos nervos que estimulam o pênis, a auto injeção pode ser o tratamento mais indicado, com o próprio homem injetando no pênis uma droga, a qual irá provocar vasodilatação no pênis, favorecendo a entrada de mais sangue.

O efeito é imediato, após cinco minutos da injeção, a ereção já acontece.

A autoinjeção é indicada, principalmente, para diabéticos e homens submetidos à prostatectomia radical (retirada total da próstata comprometida por câncer).

A autoinjeção também pode ser receitada em casos emocionais, associada à psicoterapia.

Tratamento farmacológico 

Também, em alguns casos, pode ser indicado o tratamento farmacológico para ativar o mecanismo da ereção.

Próteses penianas

Em alguns casos, pode ser indicado o uso de próteses penianas, que são feitas de silicone e dão rigidez ao pênis, permitindo a penetração sem alterar a capacidade de ejaculação, desejo ou prazer.

Cirurgia

Há também aqueles casos mais graves, em que o mais indicado é a cirurgia, existindo diferentes opções, voltadas para diferentes necessidades.

 

Enfim, o importante é saber que hoje, felizmente, é possível tratar, com sucesso, a impotência sexual, sabendo, no entanto, que quanto mais cedo procurar ajuda médica, mais rápido e simples será o tratamento.

 

10 Aliados naturais para aliviar a visão cansada

Quando os olhos ficam sobrecarregados e desconfortáveis, plantas como camomila ou sobrancelha são eficazes para acalmar e reduzir a inflamação. Alguns alimentos também ajudam a evitar problemas.

Camomila comum com efeito anti-inflamatório

Um clássico no tratamento oftalmológico, possui um efeito anti-inflamatório que o torna ideal para o tratamento de problemas como conjuntivite, olhos cansados ​​e chiqueiros.

Use-o como um colírio ou banho de olho.

Camomila de Mahón para relaxar as pálpebras

Esta planta, muito próxima à anterior, também é conhecida como Santolina e possui ácidos fenólicos derivados do ácido benzóico, óleo essencial e flavonóides.

Recomenda-se tratar a inflamação das pálpebras ou blefarite, visão cansada e irritação ocular.

Sob a forma de um colírio ou banho de olho , oferece um alívio notável.

Mirtilos, ricos em antocianinas

Suas antocianinas promovem a microcirculação capilar e ajudam a regenerar a camada vascular da retina.

Eles são consumidos crus ou desidratados , como é ou com iogurte.

Cenoura com efeito reparador

Graças à sua riqueza em carotenos, exerce um efeito reparador.

Você pode preparar um remédio tradicional cortando uma ou duas cenouras com um pedaço de aipo e água até obter uma pasta. Uma gaze ou algodão é embebida com esta pasta e aplicada nas pálpebras e ao redor dos olhos.

Centáurea para cuidar da retina

Os capítulos de flores azuis brilhantes contêm pigmentos de antocianina, o que lhes confere uma ação notável da vitamina P, que pode melhorar a microcirculação capilar .

Tomar a infusão ou aplicá-la topicamente em compressas ou colírios ajuda a regenerar a camada vascular da retina , que, por sua vez, alivia a visão cansada e a irritação ocular.

Pepino fatiado, um bom descanso

Pepino ajuda a acalmar os olhos .

Fatias deste vegetal são aplicadas bem lavadas nas pálpebras e permanecem com elas por alguns minutos.

Sabugueiro, indicado na conjuntivite alérgica

As flores quentes com infusão também são um bom alívio para os olhos cansados e os herbalistas recomendam que reduzam a inflamação nas conjuntivites e blefarites alérgicas.

Luteína antioxidante

A luteína é um pigmento que dá a muitos vegetais uma cor amarelada. Altamente antioxidante, protege os olhos da luz solar e evita a perda de visão.

Idealmente, deve ser incluído na dieta , mas pode ser tomado em cápsulas.

Se você optar por cápsulas , a dose recomendada é de 10 mg uma ou duas vezes por dia.

Eufrasia contra olhos secos

Ele também tem uma ação anti-inflamatória, é muito eficaz para acalmar a secura e a irritação ocular , bem como a dor de cabeça que pode aparecer após forçar os olhos.

Aplique a infusão ainda quente com uma compressa diferente em cada olho. Filtrado adequadamente para remover quaisquer impurezas, pode ser aplicado em um banho de olhos ou como um colírio.

Betonic contra dor de cabeça

É um excelente remédio para aliviar a dor de cabeça que muitas pessoas experimentam ao se expor por horas à luz de computadores ou outros dispositivos, ou devido à fadiga ocular causada pela visualização atenta de imagens e textos acima e abaixo da tela.

O ideal para esse fim é  combiná-lo com hortelã ou manjerona .